top of page
  • Foto do escritorThiago Lima

Os países e as questões alimentares na COP 27


Resumo

Introdução: O setor agroalimentar responde por cerca de um terço da emissão de gases de efeito estufa, contribuindo diretamente para a intensificação das mudanças climáticas. Apesar disso, nota-se que temas agrícolas e alimentares ocupam espaços marginais nas negociações internacionais sobre o clima. A COP 27, realizada no Egito, reuniu 195 representantes de Estados com pretensões de aumentar a exposição sobre temas agroalimentares. Objetivo: Considerando esse contexto, analisamos como os representantes dos Estados abordaram questões agrícolas e alimentares em suas declarações oficiais durante a referida Conferência. Métodos: O estudou baseou-se em uma análise de conteúdo das declarações oficiais feitas por 93 representantes de países e da União Europeia. Resultados e Discussão: os resultados mostraram que temas agrícolas e alimentares foram citados por 51% dos discursos analisados. No entanto, ocupam um lugar marginal ou superficial, algumas vezes ligados a interesses particulares dos Estados, principalmente no caso das declarações de grandes potências como Estados Unidos e União Europeia. Considerando a participação da atividade agroalimentar na intensificação dos gases de efeito estufa, apontamos para a necessidade dessas questões comporem a agenda dos países e se constituírem em vetores de enfrentamento direto da crise climática.



6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page