• Thiago Lima

Sessenta Anos do PMA: uma análise histórica da política de assistência alimentar internacional

Resumo: Quais são as continuidades e mudanças na política de assistência alimentar internacional do Programa Mundial de Alimentos (PMA) (1961-2021)? À luz da Teoria dos Regimes Alimentares e a partir de uma análise histórica – com base em uma revisão de literatura e análises documental e de dados descritivos –, o artigo examina o processo de criação e mudanças político-institucionais da assistência alimentar internacional nos 60 anos do PMA sob a ótica da disputa entre duas frentes: a) os interesses geopolítico e econômico dos seus principais financiadores – com ênfase nos Estados Unidos; b) e a tentativa de multilateralizar a base de financiamento, bem como impulsionar a agenda do desenvolvimento e da promoção da assistência humanitária para o combate à fome. Os resultados demonstram que, apesar dos esforços históricos em promover objetivos humanitários/desenvolvimentistas e ampliar a base doadora do PMA, a ingerência dos EUA e demais países desenvolvidos como financiadores indispensáveis para o funcionamento da instituição contribui para que a agenda da doação de alimentos voltada a interesses econômicos e geopolíticos se mantenha.



Leia o artigo completo de Atos Dias e Jenifer Santana na Revista Conjuntura Global v. 10, n. 2 (2021).

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A conversa, dividida em duas partes, começa abordando os alimentos como recursos de poder, o papel do preço na determinação de quem passa fome, e caminha para debater o que a guerra na Ucrânia nos diz